quinta-feira, 24 de maio de 2012

Abatidos mas não derrotados

Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;
Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos;
E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal.
De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida.  (2 Coríntios 4:8-12)


O viver não é uma condição de garantia de uma vida sem problemas, isto já se sabe a muito tempo, pessoas são vulneráveis a uma infinidade de dificuldades, basta uma noite mal dormida e o dia seguinte se tornará um caos, com desanimo, canseira e abatimento. Agora a condição de não estar desamparado é para poucos. A condição de se sentir vencedor mesmo com reveses, perdas, doenças e ainda sem perspetivas para o momento, ah isso, é para pouquíssimas pessoas.

Segundo Paulo, a mortificação do Senhor em nosso corpo é que nos torna capazes, diferentes, indestrutíveis, invioláveis; a manifestação Dele em nós é que mostra a face de um Deus vivo em seres mortais prontos para viver a vida espiritual pautada na morte da cruz. Viver um novo tempo.

Isso parece loucura, senão houver entrega de corpo e alma para DEUS, não há interação (morada) no espírito do homem, tão pouco será curada a alma (emoções) e o corpo (físico), não poderá desfrutar da natureza divina.

A morte de Cristo teve o papel de garantir a vida para os homens, por isso Ele mesmo afirma EU SOU A VIDA (João 14:6). Então quem não está em Cristo está MORTO?

Exato! No plano espiritual está mortinho da silva! "Estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal".

Quando a vida DELE entra em nossa MORTE vivemos uma esperança bendita de vitória em qualquer situação, ELE nós faz vencedor por que ELE é o VENCEDOR. De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. Vivamos para CRISTO, em CRISTO e por CRISTO.


Naquele que nos redimiu com a SUA morte.


Ezequias Anacleto

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.
 
BlogBlogs.Com.Br